Nas estrelas

Este é um clássico de VPC. A letra ataca de frente o panteísmo, bem como suas vertentes para o Budismo, o Jainismo, o Taoísmo e o Confucionismo, no que se refere a adoração e divinização da natureza.
Juntei aqui três interpretações, a original (somente áudio), uma versão acústica com João Alexandre e uma regravação de VPC.




Nas estrelas








A Paz a todos!

Sérgio